Localização

Bem-vindo ao Universo Fnac! Para que sua experiência seja a melhor possível, defina sua localização:

Entrevista

Beto Bruno fala sobre sua paixão por discos de vinil

Líder do Cachorro Grande fala sobre lançamento de Electromod no formato. Nas palavras dele, um “sonho de criança que se torna real”

Entrevista

Beto Bruno fala sobre sua paixão por discos de vinil

jenniffer.hoche • 14 de março de 2017 • 10h08

“As pessoas não param para escutar música. Eles deixam tocar enquanto fazem outras coisas, um som ambiente. O vinil é feito para ser apreciado”. Já deu para perceber o quanto Beto Bruno, vocalista da Cachorro Grande, é um grande defensor dos discos de vinil. Sua coleção tem mais de 4.500 discos e ele faz questão de sempre separar um tempo para ouvi-los.

“Quando eu era pequeno, comprava discos com o dinheiro que minha mãe me dava. A minha universidade é a minha coleção; no momento em que eu sento e ouço meus discos estou estudando, refletindo sobre o que os artistas que mais admiro já fizeram”, conta ele. “Costumo dizer que para mim o vinil nunca foi embora; ele sempre esteve aqui comigo. O grande lance do disco de vinil é o som… Apreciar os graves e agudos de cada música dessa forma é sublime”.

Para um grande apreciador dos “bolachões”, lançar seu próprio disco de vinil é um sonho realizado. Electromod, álbum mais recente da Cachorro Grande, será lançado neste formato em março. Para comemorar o lançamento, a banda se apresenta na Fnac em São Paulo e Porto Alegre.

 

Saiba mais:

Fnac Porto Alegre: Cachorro Grande se apresenta na capital gaúcha

Cachorro Grande lança Electromod em vinil com pocket show na Fnac Paulista

 

Beto Bruno fala o que os fãs da Cachorro Grande podem esperar dos shows de lançamento do vinil de Electromod: “vamos apresentar mais as músicas novas, mas não vamos deixar de tocar nossos clássicos. Será uma grande coletânea para os fãs, em um show preparado de uma forma que só a Fnac pode proporcionar”.

O álbum, lançado no ano passado, foi pensado desde o início para ter sua versão em vinil, só que a produção acaba sendo mais demorada que a do CD. Para Beto, é um sonho de criança que se torna realidade. A banda já possui metade da sua discografia disponível em discos de vinil.

Além do lançamento de Electromod, 2016 rendeu outra memória inesquecível para os integrantes da Cachorro Grande: terem aberto os shows da turnê dos Rolling Stones no Brasil. “Já faz um ano que isso aconteceu e a ficha ainda não caiu. Foi o momento mais incrível das nossas vidas, não apenas das nossas carreiras. Quando começamos a tocar, não imaginávamos que a banda duraria 20 anos, como está durando, muito menos que abriríamos o show dos Stones. Foi absurdo!”, relembra Beto Bruno.

Os Stones são, aliás, uma das bandas de quem Beto tem a discografia completa em vinil. Outros artistas que fazem parte desse grupo são Beatles, The Who, Pink Floyd, Bob Dylan e Jimi Hendrix. “Não sou tão romântico em buscar cópias originais. As edições novas tem muita qualidade, foram feitas com mais recursos de tecnologia, tanto em produção quanto no produto final”.