Localização

Bem-vindo ao Universo Fnac! Para que sua experiência seja a melhor possível, defina sua localização:

Entrevista

Colheita musical

Nando Reis lança seu novo projeto, Jardim –Pomar, neste final de ano e conta para gente por que precisamos ouvir esse disco

Entrevista

Colheita musical

jenniffer.hoche • 09 de dezembro de 2016 • 14h10

O que os fãs podem esperar do seu novo álbum?

Estou muito satisfeito e feliz com o “jardim-pomar”. O que mais gosto na vida é entrar em estúdio e gravar coisa nova. São 13 faixas, 11 músicas inéditas; gravado em Seattle e São Paulo com produção de Jack Endino e Barrett Martin. Muitas participações: Arnaldo Antunes, Branco Mello, Paulo Miklos e Sérgio Britto cantam numa faixa, junto com Tulipa Ruiz, Pitty, Luiza Possi e 2Reis (meus filhos, Theo e Sebastião). Peter Buck (REM) e Mike MacCready (Pearl Jam) também participaram do disco. Enfim, o disco está ótimo! Todas as músicas são minhas, exceto uma que é minha e de Samuel Rosa. Capa linda, feita a partir de um trabalho da artista plástica Vania Mignone. Será lançado em vinil, CD e K7.

 

Como foi a produção desse disco?

Em junho de 2015, fomos pra Seattle e gravamos cinco músicas. Jack Endino produziu. Em fevereiro, Barrett Martin veio pro Brasil e gravamos o resto. Nunca havia feito desse jeito, com esse intervalo, esse tempo, determinante para o cuidado de cada faixa, cada arranjo. Barrett voltou para Seattle e lá gravou metais, cordas, percussão. Peter Buck e Mike McCready gravaram suas participações. Em abril voei pra lá e mixamos.

 

O que, na sua opinião, é o grande diferencial deste álbum e o que permanece como a essência do seu trabalho?

O diferencial é sempre o material, as músicas novas, a busca de fazer um arranjo original para cada uma delas. Foi a primeira vez que trabalhei com o Barrett como produtor. Ele e Jack têm estilos diferentes e isso enriqueceu o disco. E o intervalo entre uma etapa de gravação e outro deu mais tempo para perceber se havia alguma coisa que podia ser melhorada. Por outro lado gosto de fazer desse modo, ensaiar muito enquanto fazemos o arranjo e gravar rápido. Os primeiros takes são sempre os melhores.

 

Qual artista ou álbum você mais ouviu em 2016?

Nesse ano ouvi muito (de novo – sou um eterno reouvinte) Stevie Wonder, Beatles, Bob Dylan, Novos Baianos e Bunny Wailer.

Por Carolina Porne