Localização

Bem-vindo ao Universo Fnac! Para que sua experiência seja a melhor possível, defina sua localização:

Entrevista

Entrevista: Chitãozinho e Xororó

Comemorando 40 anos de carreira, Chitãozinho & Xororó, padrinhos da nova Fnac Goiânia, conversam com você.

Entrevista

Entrevista: Chitãozinho e Xororó

jenniffer.hoche • 26 de março de 2012 • 21h05

Padrinhos da Fnac Goiânia, dupla comemora 40 anos de carreira

Comemorando 40 anos de carreira, Chitãozinho & Xororó, padrinhos da nova Fnac Goiânia, gravaram três DVDs comemorativos (Chitãozinho & Xororó 40 Anos Nova Geração, Chitãozinho & Xororó 40 Anos Entre Amigos e Chitãozinho & Xororó 40 Anos Sinfônico), rodaram o país com uma grandiosa turnê por 20 cidades e lançaram um livro que registra os principais momentos do ciclo de comemorações. Confira a história, os desafios e as alegrias desta carreira de sucesso.

Blog Fnac: Vocês aceitaram o convite da Fnac para serem padrinhos da nova Fnac Goiânia, inaugurada no último dia 15 de março. Como encaram a chegada da Fnac para a cidade?

Chitãozinho & Xororó: Goiânia é uma cidade maravilhosa, que sempre nos recebeu com muito carinho, e merece um local como a Fnac que proporcione o acesso à cultura, ao conhecimento e ao entretenimento à toda população.

BF: Qual o segredo para chegar aos 40 anos de carreira?

C&X: São 40 anos de total dedicação à vida artística. Sempre com os mesmos objetivos desde o início da carreira: produzir música com amor, qualidade e inovação, independentemente dos momentos altos e baixos dentro do gênero musical sertanejo e das constantes – e cada vez mais bruscas – mudanças no mercado fonográfico.

Chitãozinho e Xororó são uma referência na música sertaneja

BF: Quais são alguns dos momentos mais marcantes no trabalho de Chitãozinho e Xororó?

C&X: Podemos lembrar os 35 milhões de discos vendidos, os mais de 30 álbuns, os dois prêmios Grammy, centenas de discos de ouro, platina e diamante, programas de televisão, homenagem da X-9 Paulistana com samba-enredo contando nossa história.

BF: Vocês romperam as barreiras do preconceito contra o gênero sertanejo. Falem um pouco desse desafio na carreira de vocês.

C&X: O gênero sertanejo sofria muito preconceito antigamente. As pessoas tinham vergonha de dizer que gostavam de ouvir música sertaneja. E foi Fio de Cabelo que quebrou todo esse preconceito, em 1982. A música estourou nas rádios e vendemos 1,5 milhão de cópias.

A dupla coleciona dois prêmios Grammy, centenas de discos de ouro, platina e diamante, resultado dos 35 milhões de discos vendidos

BF: O que acham dos novos sertanejos, o chamado sertanejo universitário?

C&X: O sertanejo universitário é um movimento importante e está renovando, não só o público, mas os intérpretes da música sertaneja.  Ele acaba impulsionando o sertanejo, já que eles estão cantando nossas músicas. As canções estão ganhando releituras e, assim, as novas gerações podem conhecer os grandes sucessos de antigamente.

BF: O livro Chitãozinho e Xororó 40 anos – Talento, Pioneirismo e Sucesso, de Stefan Gan, retrata a vida de vocês com depoimentos de pessoas importantes, como Roberto Carlos. Como foi este projeto?

C&X: Este livro marca o encerramento das comemorações dos nossos 40 anos de carreira. Ele ilustra, com um acervo de fotos riquíssimo, estas quatro décadas de história e a maratona das comemorações do ano passado. Isso tudo com depoimentos emocionantes de familiares, amigos e parceiros.miamibest binary trading companybest uk binary brokerbinary options what is ithow to trade binary optionsвзломанные игры на androidцентр возрождение