Localização

Bem-vindo ao Universo Fnac! Para que sua experiência seja a melhor possível, defina sua localização:

Games, Outros

“The Last of Us” leva o conceito de “survival horror” a outro nível

“The Last of Us” promete revolucionar o conceitos de games de sobrevivência.

Games, Outros

“The Last of Us” leva o conceito de “survival horror” a outro nível

Juliana Jaqueline • 13 de junho de 2013 • 10h59


Nesta sexta-feira será lançado com exclusividade para PS3 um dos jogos mais aguardados dos últimos tempos: “The Last of Us”. Um survival horror com perspectiva em terceira pessoa, o game tenta ser muito mais do que andar e atirar nos inimigos. Levando o conceito de sobrevivência às últimas consequências, as armas são escassas, curar-se é praticamente impossível e a inteligência artificial dos inimigos está complexa.

A trama gira em torno da jornada de Joel e Ellie tentando atravessar os Estados Unidos após o país ser devastado por uma praga. Há cerca de 20 anos, um estranho fungo infectou grande parte da população humana, os transformando em uma espécie de zumbis. O governo criou zonas de quarentena fortemente vigiadas e quem não quis sujeitar-se às novas e duras leis juntou-se em violentas gangues para proteger-se dos infectados.

Joel é um traficante de armas e drogas que promete a um amigo prestes a morrer que protegerá Ellie, uma garota de 14 anos. A promessa inclui retirá-la da zona de quarentena de Boston Logo os dois estão fugindo das tropas do exército e evitando ataques de gangues e de infectados. Fora das zonas de quarentena a natureza tomou conta de tudo. Recursos básicos como comida são escassos e os sobreviventes literalmente se matam para conseguir o mínimo necessário para sobreviver.

“Tha Last of Us” é mais do que controlar Joel em uma missão escoltando Ellie. A garota demonstra uma inteligência espetacular para alguém da sua idade e será crucial para que ambos possam sobreviver em sua jornada. Apesar de mais fraca que o anti-herói, ela sabe defender-se e pode distrair inimigos ou mesmo se esconder.

Ainda sobre os inimigos, eles mudam de estratégia conforme o local onde estão ou a arma que Joel utiliza, tornando cada combate único. Eles trocam informações, trabalham juntos, mudam de armas fogem ou até mesmo se rendem. A produtora do jogo batizou esta programação da inteligência artificial como “Power Balance”.

Outro aspecto que chamou a atenção é a interação dos personagens com os objetos do jogo. É possível combinar os mais diversos itens para criar coisas novas, como armas rústicas ou um coquetel molotov. Também é possível interagir com os mais diversos itens do ambiente, que são identificados através de uma iluminação diferenciada.

Com vozes de Troy Baker (Joel) e Ashley Johnson (Ellie), “The Last of Us” tem sido muito bem avaliado em sites especializados em games, promete ser um dos melhores jogos do ano e está em pré-venda aqui.

www.kharkivoda.gov.uatrading psychologywheels markeкакой самый хороший ноутбукдокументы для оформления заграничного паспортаblankцентр возрождение